O Olho Humano

O olho humano é um órgão complexo responsável pelo sentido mais precioso, a visão.

  • A+
  • A-

Visão Geral

Anatomicamente o olho pode ser dividido em dois segmentos principais:

  • Segmento anterior, constituído pela esclera, córnea, íris, corpo ciliar, humor aquoso e cristalino.
  • Segmento posterior, constituído pela coroide, membrana de Bruch, humor vítreo e retina.

Quando os olhos estão abertos a luz passa através de suas estruturas transparentes sofrendo refração (desvio) a fim de atingir a retina no ponto correto (mácula).

  • A+
  • A-

A córnea é a estrutura do olho responsável pela refração, porém outras estruturas como, o filme lacrimal, o humor vítreo e o cristalino também contribuem para esse papel.

Quando a luz chega à retina (no fundo do olho), ela estimula fotorreceptores, células nervosas sensíveis à luz, que transmitem impulsos nervosos através do nervo óptico até áreas especializadas do cérebro, formando a visão. Na figura 1.1 você encontra relacionadas todas as estruturas do olho:



Anatomia do Olho Humano

  • A+
  • A-

Esclera

A esclera, parte branca do olho, é uma camada fibrosa de revestimento externo do globo ocular.

  • A+
  • A-

Córnea

A córnea é uma calota cristalina formada por células de revestimento planas e transparentes que forma estrutura contínua com a esclera.

A córnea é delicada e bastante sensível. Ela possui inúmeras terminações nervosas sensoriais. Como já mencionado anteriormente, a córnea tem a função de desviar a luz que chega aos olhos na direção da retina.

Juntas, córnea e esclera têm a função de proteger as estruturas internas do olho.

  • A+
  • A-

Coroide

A coroide é um tecido altamente vascularizado que fornece sangue e nutrientes para a esclera e parte externa da retina.

  • A+
  • A-

Íris e pupila

A íris, parte colorida do olho, é um músculo circular posicionado em frente ao cristalino que controla o tamanho da pupila (orifício central). O músculo da íris relaxa sob luz fraca, aumentando o tamanho da pupila e contrai sob luz forte, reduzindo o tamanho da pupila e a entrada de luz, protegendo assim a retina.

Na figura 1.2 pode-se ver a diferença de abertura de uma pupila conforme a quantidade de luz do ambiente externo.

Pupila do Olho Humano Dilatada

  • A+
  • A-

Retina

A retina é uma camada fina (0,5mm de espessura na região posterior próximo à cabeça do nervo óptico) de células fotorreceptoras que recebem a luz. Essas células fotorreceptoras estão associadas a neurônios, capazes de converter a luz em impulsos nervosos, que são enviados ao cérebro através do nervo óptico.

  • A+
  • A-

Referências:

1. Kanski, Jack J. Oftalmologia clínica: uma abordagem sistemática / Jack J. Kanski e Brad Bowling; [tradução de Alcir Costa Fernandes, et al.]. - Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

2. Netter, Atlas de anatomia humana / Frank H. Netter; [tradutores Fabiana Conti Rosé e outros]. - Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

3. O Olho Humano: Como funciona o olho humano? Disponível em:http://www.cbo.com.br/novo/publico_geral/o_olho_humano. Último acesso em 19 Fevereiro 2015.

4. O olho humano e suas funcionalidades: a anatomia ocular. Disponível em: http://www.cbo.com.br/novo/publico_geral/noticias/2663. Último acesso em 19 Fevereiro 2015.